Skip to content

Caldinho de Emoções – uma semana na vida do Parque, com todos os temperos

02/06/2009

CaldinhoEmoções

Sim, realmente, a semana que passou foi, para nós, isso mesmo – um verdadeiro “caldinho” de emoções, com todos os temperos!

Por um lado, vivemos, com muita tristeza, a perda inesperada do QUIM – um amiguinho muito simpático e inteligente, que estava connosco há 4 anos, e a quem prestamos a nossa sentida homenagem na nova página que criamos: “CÉU DE CÃO” – aos Inesquecíveis do Parque, com amor”.

Pintas2Jun2009 Vivemos, também, com grande preocupação, o agravamento do estado do nosso querido PINTAS, que já vos demos a conhecer na nossa página “Alma de Cão – Histórias do Parque, com amor” (história nº XIV). Porém, o que se passa com este amiguinho não é doença – e o estado que se agrava é… a velhice. Sim, a idade deste cãozinho, que passou por momentos muito difíceis na sua vida, é já muito avançada… e a cada dia que passa, mais esse avanço se vai fazendo notar, no enfraquecimento gradual do corpinho do PINTAS, e nos seus sistemas vitais, que, devagarinho, devagarinho, estão a deixar de funcionar.

É nestas alturas que gostaríamos de ter certos poderes extraordinários. Pensamos como seria bom podermos fazer o tempo retroceder, e devolver aos animais como o PINTAS o vigor da juventude… mas, acima de tudo, apagar o sofrimento de que foram vítimas, tantas vezes ao longo de toda a sua vida… e dar-lhes a oportunidade de usufruírem de muitos, muitos anos felizes, rodeados do conforto, dos cuidados, e dos carinhos que todos eles merecem!

Porém, se sabemos que não possuímos esses dons extraordinários, sabemos, por outro lado, que há muitas coisas que, essas sim, temos o poder de fazer:

Nos casos como o do nosso PINTAS, não podemos fazer retroceder o tempo, nem devolver-lhe o vigor da juventude, nem apagar todo o sofrimento de que foi vítima… mas podemos continuar a proporcionar-lhe, durante o tempo que lhe resta, o conforto, a companhia, e os cuidados que ele merece, além de todo o nosso carinho, e é isso que faremos, com todo o nosso amor;

Mas há muitos outros casos. Casos em relação aos quais há muito, mas muito, que não só podemos como devemos fazer… desde já:

Também na passada semana, publicamos o nosso apelo “Acolher e manter animais de uma forma responsável… ou (por favor) não!” – e embora já imaginássemos que teria boa receptividade por parte de todos aqueles que, como nós, se preocupam com os animais, não podíamos calcular, nem nas nossas previsões mais audaciosas, a gigantesca dimensão do interesse que este iria, de facto, suscitar!

Nunca, desde a criação deste espaço virtual, foram registadas tantas visitas (só entre os dias 23 e 31 de Maio, cerca de 1000!), de todas as origens – e nunca antes foram tantas dessas visitas direccionadas, especificamente para uma página ou artigo, como sucedeu neste caso!

Porém, se estes números são importantes, como indicadores da atenção dedicada ao tema abordado neste apelo, muito mais importante é, para nós, a verificação dos efeitos concretos de acções de sensibilização como esta. E… esses efeitos, para já, são incertos.

Assim, se, por um lado, recebemos numerosas mensagens a felicitar-nos pela oportunidade desta chamada de atenção – sobretudo nesta altura do ano, em que se aproxima mais uma época de férias, e todos começamos já a “tremer” perante a perspectiva sinistra da habitual vaga de abandonos – e a proporem uma união de esforços no sentido da divulgação e promoção de outras iniciativas semelhantes… por outro lado continuamos a receber, também, diversos contactos de pessoas que nos pedem para acolhermos animais que, por sua vez, elas próprias decidiram adquirir, adoptar, ou recolher, sem terem, para tal, condições – ou seja, pretendendo que resolvamos problemas causados pelas suas próprias atitudes irreflectidas… logo, irresponsáveis.

No entanto, este facto de verificarmos, que, lamentavelmente, tantas pessoas continuam – embora, muitas vezes, sem má intenção – a acolher animais sem capacidade ou condições para os manterem, e a contarem com a ilimitada boa vontade e disponibilidade de outros para depois darem remédio a esses casos que a sua inconsciência produz, mais vem reforçar a nossa convicção de que é imprescindível dedicarmo-nos, cada vez mais, à PREVENÇÃO DAS CAUSAS PRINCIPAIS DO ABANDONO, NEGLIGÊNCIA, E MAUS TRATOS DE ANIMAIS. (Em breve publicaremos um artigo muito elucidativo a este respeito.)

Devemos ter bem presente a noção de que, embora muitas dessas causas tenham origem na mesma ausência de consciência social e, portanto, na mesma insensibilidade e no mesmo egoísmo que motivam o abandono, a negligência, e os maus tratos, também, de pessoas – sendo as maiores vítimas, nestes casos, os mais idosos e as crianças – muitas mais se baseiam em irreflexão, em ideias e até costumes obsoletos, e, sobretudo, em ignorância. É em relação, principalmente, a estas últimas que, conforme já dissemos, há muito que podemos e devemos fazer, desde já:

Desenvolver, constantemente, acções de reeducação das populações adultas, chamando-lhes a atenção, sem atitudes agressivas ou petulantes, mas com firmeza, serenidade, e paciência, para os comportamentos errados em relação aos animais e ensinando-lhes as várias formas de os corrigirem e evitarem – e paralelamente, apostar, de forma sistemática, na educação e consciencialização das populações mais jovens e, portanto, mais abertas a novas perspectivas e a mudanças.

E é com a audácia de acreditarmos que essas mudanças, ainda que em passo lento, estão, de facto, ao nosso alcance – mesmo sem poderes extraordinários… – que gostaríamos de rematar o “caldinho” da passada semana, e principiar a “cozinhar” o desta que começou… ou seja… adicionando-lhes o “tempero” de mais uma emoção:

ENTUSIASMO!

Uma boa semana para todos, e muita acção positiva, são os nossos votos do fundo do coração – ão – ão!

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: