Skip to content

“QUERIDO HUMANO…”

24/08/2010

Querido Humano:
Por favor assista a este vídeo até ao fim, e, para me ajudar, e a milhares de outros como eu, por favor DIVULGUE-O.
Grato, do fundo do coração,
Um CÃO

9 comentários leave one →
  1. berta maria frazão ribeiro de carvalho permalink
    27/08/2010 15:49

    vídeo fantástico. Obrigada por haver pessoas capazes de fazerem este tipo de acções, para benfício de todos os animasi.
    Vou divulgar. Obrigada…… e bem haja

  2. Desproegidos permalink
    31/08/2010 22:13

    Parabéns pelo video, fantástico!

    Só uma sugestão: reduzir o seu tamanho para divulgar por email. Penso que a maioria das pessoas “não tem disponibilidade/vontade/tempo” (o que lhe quiserem chamar) para assistirem a 15 minutos de filme.

    Adorei.
    Parebéns e continuação de um óptimo trabalho!

  3. Alexandra Oliveira permalink*
    01/09/2010 13:19

    Obrigada pelos vossos comentários, e pela disponibilidade manifestada relativamente à divulgação, que nos parece muito importante.

    “Desprotegidos”, relativamente à sua sugestão, de fazermos uma versão mais curta, tomá-la-emos em consideração num próximo video. Este, já não podemos alterar! No entanto, a divulgação por e-mail é mais fácil fornecendo o link… depois fica ao critério de quem o recebe visualizá-lo na totalidade… ou não! :0) Em todo o caso, aqui fica o link (basta copiar e colar para enviar por e-mail):

    Um abraço, da
    Equipa do P.T.N.

  4. liliana permalink
    13/09/2010 1:15

    obrigado por tudo o que fazem pelos nossos amiguinhos.
    choro por saber que tudo o que li é verdade, choro por existir tanta maldade dentro do ser humano.
    tenho esperança que um dia estas leis que temos mudem e que sejam verdadeiramente castigados todos aqueles que maltratam e abandonam os animais.
    mais uma vez muito obrigado.
    um grande abraço a todos os amiguinhos de quem cuidam🙂

  5. Isabel Rego permalink
    20/09/2010 15:01

    Concordo com tudo, fiz o “Share” deste link, e concordo que temos rapidamente de mudar as mentalidades e fazer algumas coisas:
    1 – Apostar fortemente na sensibilização relativamente à castração, legislando nesse sentido;
    2 – Responsabilizar os criadores (particulares ou profissionais), concedendo autorizações para ter animas reprodutores mediante apresentação de requisitos para o efeito;
    3 – Fiscalizar/multar efectivamente “donos” que não cumpram (em Portugal somos multados por abandonar um carro, e não somos punidos por abandonar um ser vivo…nem um cão, nem um filho!)
    4 – Se vamos tratar os animais sem o devido respeito, ao menos que os tratemos do ponto de vista legal como um automovel (ver ponto anterior). Sendo necessário:
    – Um registo de propriedade e seguro.
    – Estacioná-lo correctamente (espaço);
    – Inspecções anuais (veterinário);
    – Tunnig só certificado , espero que nunca, mas…(orelhas e caudas amputadas, etc);
    – Manutenção (alimentação, banhos, passeios, etc);
    ACABAR com os canis de abate e promover a adopção RESPONSÁVEL

    Vivemos uma época de dificuldades económicas, EM TUDO na vida temos de olhar antes de dar um passo. Temos de acabar com o espírito novo-rico do português que é o de ter coisas marca (telemoveis, tenis, cães), apenas para exibir, sem conhecer as funcionalidades ou ter bolso compatível com o que ostenta.

    Espero não ter sido mal compreendida, claro que não consuidero um ser vivo equivalente a um carro mas, infelizmente, se actualmente assim o fosse pela maioria das pessoas, os animais seriam mais respeitados e bem tratados.

    Sou só uma, fiz adopções responsáveis e por isso mesmo, por enquanto, não posso abrir a porta a mais ou sequer “amadrinhar”.

  6. Alexandra Oliveira permalink*
    20/09/2010 16:30

    Liliana, muito obrigada pelas suas palavras de apoio. Também nós temos a mesma esperança, sobretudo na mudança das mentalidades, e continuaremos a desenvolver os nossos esforços no sentido de contribuir para que isso aconteça. Um grande abraço da
    Equipa do P.T.N.

  7. Alexandra Oliveira permalink*
    20/09/2010 18:22

    Isabel, nem calcula como lhe agradecemos este fantástico “feedback” aos temas tratados no nosso vídeoclip “Querido Humano…”, bem como a respectiva divulgação. É exactamente este tipo de participação activa – com partilha (e, porque não, debate) de sugestões e ideias construtivas, sensatas, e inteligentes, relativamente aos temas que vamos abordando – que nos entusiasma, e que muito gostaríamos que acontecesse com mais frequência, quer aqui, neste espaço, quer na nossa página do Facebook. Isto, porque acreditamos firmemente que a Causa Animal tem muitíssimas vertentes, no que se refere às acções que podemos implementar – não se resumindo estas ao acolhimento, definitivo ou temporário, ou ao apadrinhamento de animais, ou à partilha de apelos nesse sentido. Por muito importantes que estas sejam, e são-no, sem dúvida, temos de reconhecer que, designadamente no que se refere às três primeiras, nem sempre existem as disponibilidades económicas ou podem ser asseguradas as condições necessárias, e não nos cansamos de louvar o sentido de responsabilidade daqueles que, como a Isabel, reconhecem e assumem que não podem ir para além do que já fizeram. Nós próprios, aqui no P.T.N., procuramos nunca exceder o limite a partir do qual começaríamos a pôr em risco o bem-estar dos animais que já se encontram ao nosso cuidado, e, por essa razão, não temos outra alternativa senão responder negativamente a tantos apelos que nos são feitos no sentido de acolhermos mais. Finalmente, gostaria de dizer que, pela nossa parte, compreendemos perfeitamente a analogia que faz no seu comentário, na medida em que, muito embora longe de, tal como a Isabel, considerarmos qualquer ser vivo equiparável a um carro ou qualquer outro objecto, a referida analogia vai de encontro, na verdade, ao estatuto jurídico dos animais no Código Civil – que, por muito que gostássemos de o ver alterado em breve, define actualmente os animais como “coisas”. E… parece-nos, até, bastante hábil, a sua ideia – de facto… porque não sermos “oportunistas” no bom sentido, e, já que a lei os equipara (ainda) a “objectos”, ou “bens” que “pertencem” a alguém, porque não propormos, ao menos, e por enquanto, que aos “donos” dos animais seja exigido, em relação a estes, o que lhes é exigido em relação aos “seus” automóveis? Só temos, infelizmente, uma reserva em relação a esta possível equiparação em termos legais… e baseia-se na reacção que, dada a mentalidade vigente, acreditamos que a mesma poderia suscitar, da parte de muitos… que estimam os automóveis mil vezes mais do que os animais, e, não estando habituados a ter, com estes, o mesmo tipo de despesas obrigatórias (nomeadamente, seguro, revisões, etc..) poderiam… decidir “descartar-se”, da pior forma, desses “bens”, antes que a lei entrasse em vigor! De qualquer modo, e mais uma vez, adoramos a sua contribuição… e gostaríamos muito que aceitasse reproduzi-la na nossa página do Facebook – por exemplo, como comentário à nossa última nota sobre os canis de abate – cujo link passamos a indicar: http://www.facebook.com/profile.php?id=1757662072#!/pages/Riba-de-Ave-Portugal/Parque-da-Terra-Nova/199601730075?ref=ts
    Mais uma vez, também, obrigada, e um grande abraço!
    Equipa do P.T.N.

  8. 18/05/2011 6:45

    Amados amigos,

    Agora e madrugada e já ia dormir quando encontrei o site de voces. Assisti todo o vidio, muito comovida com o trabalho de voces. Primeiramente quero agradecer a Deus por ainda existirem pessoas SERES HUMANOS como voces, que dão a vida, seu tempo, suas palavras, sua emoção, seus sentimentos mais nobres para tentar comover aquilo que chamamos de SERES HUMANOS. É amigos, isso e um absurdo!!! Tentarmos comover um “SER MONSTRO” a SER HUMANO. Quanta maldade, quanta tristeza, onde iremos parar? Eu sou apaixonada por animais, tento dentro do meu possivel ajudar ongs po aqui… Mas esse trabalho nunca terá fim, enquanto as pessoas não tomarem vergonha na cara. Digo as pessoas que dizem ser SERES, mais sem espécie definida, nossos governantes, órgãos públicos etc. Como eles olham a situação toda como um simples fato, um cachorro mesmo, qual o problema? Vamos matar e joga-los em buracos.
    sinceramente amados, tenho vergonha desses SERES, tenho vergonha do meu país por aceitar, permitir, desonrar nossos irmãos menores. Cada vez que divulgo um trabalho em meu SITE passo semanas chorando, e vergonhoso a situação.
    Vou leva-los no meu coração, vou divulgar o vidio no meu site o que voces precisarem. Gostaria se possivel de receber a mensagem que esta no vidio atraves do meu email, para publica-la tambem como uma mensagem escrita (adicionarei os creditos de voces com o nome do site).
    sabe amados, Deus não passou um pente fino na Terra de uma vez, para acabar com a humanidade porque ainda existe anjos como voces e muitos que conheci no decorrer de minha vida que ajudam esses bichinhos com a alma, com o coração.
    Abraços fraterno de luz em todos aqueles que amam com paixao nossos peludos, e aqueles que apesar de não ter tido o prazer na vida de tê-los como amigo verdadeiro, mas pelo menos procuram ajudar e a respeitarem como seres que respiram, sente dor, frio, fome e tem todos os mesmos sentimentos da gente.

    Hospital Espiritual do mundo

  9. Alexandra Oliveira permalink*
    28/05/2011 16:27

    Amiga Esperança, antes de mais, peço-lhe que me desculpe uma resposta tão tardia ao seu gentilíssimo comentário, que, desde já, e em nome de toda a Equipa do P.T.N., agradeço. O dia-a-dia do nosso centro de acolhimento é, como deverá calcular, atarefadíssimo, pois são muitos os amiguinhos ao nosso cuidado, e, com os nossos outros compromissos profissionais e familiares, o tempo torna-se escasso para mantermos actualizados os nossos contactos virtuais, especialmente através deste site – que, precisamente devido à nossa dificuldade em conciliar todos os compromissos e afazeres, não nos tem sido possível manter tão activo como o foi no início. Entretanto, através da nossa página do Facebook – que nos proporciona, também, maior visibilidade e portanto melhor capacidade de divulgação da nossa actividade e dos nossos protegidos – e porque é uma plataforma de mais fácil utlização, vamos partilhando, com maior frequência, as notícias e fotografias mais recentes, enquanto vamos, também, mantendo activas as nossas campanhas de sensibilização das populações para um tratamento mais ético, mais responsável, e mais respeitoso dos animais ditos de companhia – campanha essa de que este vídeo faz parte. Desde já, também, muito agradecemos o seu interesse em contribuir para a divulgação do mesmo vídeo – que está disponível publicamente no Youtube, a partir do seguinte link:

    Creio que poderá partilhar o vídeo através do seu e-mail desta forma, ou seja, utilizando este mesmo link. Quanto ao texto escrito, poderá encontrá-lo neste nosso site, nesta mesma página inicial, procurando em “posts mais antigos”. E, mais uma vez, muito obrigada, do fundo do coração – ão – ão, como costumamos dizer! Com os nossos votos de que, em conjunto, através das nossas acções solidárias, possamos continuar a contribuir para uma maior consciência da Unidade Essencial que existe entre os seres humanos e os de outras espécies, e entre todos nós e o meio-ambiente que todos partilhamos, e com um grande abraço,
    Alexandra (pela Equipa do P.T.N.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: